Sugestão de estudo para militantes marxistas

A falta de um profundo estudo da teoria revolucionária tem feito com que esforços valiosos de militantes sinceros redundem em nada. Dado os gigantescos retrocessos que o trabalho teve frente ao capital no último século, é imprescindível mudar esse cenário, se é que queremos que as massas de trabalhadores tenham uma vanguarda que aponte soluções efetivas para além dos limites do capitalismo. Abaixo se segue uma sugestão que com certeza é ainda deficiente, mas espero que cubra algumas necessidades dos comunistas que buscam compreender alguns temas fundamentais da teoria revolucionária do proletariado.

Iniciando

Esse vídeo é de divulgação científica, e de boa qualidade. Foi feito pelo canal “Eu, ciência” em parceria com o Pirula. Descobertas recentes fizeram a data de surgimento do Homo sapiens regredir ainda mais; porém isso não muda significativamente muita coisa do conteúdo do vídeo. Obviamente que é um vídeo feito por biólogos no viés biológico.

A possibilidade ontológica do conhecimento (Paniago, 1996): : qual a necessidade e objetivo desse texto em primeiro lugar? As teorias de fundo teórico “pós-modernista” (eu sei que nesse conceito se costuma colocar uma gama muito grande de autores que não se identificam com essa “linha teórica”, mas são colocados juntos pelos teóricos marxistas porque comungam de sua base irracionalista) abraçam pressupostos que em geral excluem a possibilidade de se conhecer objetivamente a realidade. Ora, se não for possível conhecer objetivamente a realidade, não é possível tornar qualquer luta em luta coletiva, já que as opressões serão sempre de cunho subjetivo, “semiologizado”, nas palavras do José Paulo Netto. Portanto, esse texto da Paniago se torna fundamental para começar essa caminhada desfazendo uma das mais prejudiciais e desgraçadas mistificações da realidade realizadas pelos pós-modernos.

O Revolucionário e o estudo: porque não estudamos? (Lessa; São Paulo : Instituto Lukács 2014) Disponível para baixar em PDF aqui. O cotidiano asfixiante cria uma barreira, tanto ao estudo do militante quanto ao entendimento profundo da realidade social, e as soluções que vão na raíz dos desafios enfrentados pelos socialistas contemporâneos.

Introdução à Filosofia de Marx (Lessa & Tonet; São Paulo : Expressão Popular 2011) Disponível para baixar em PDF aqui.

Economia política para trabalhadores (MANZANO, Sofia. São Paulo : Instituto Caio Prado 2013).

O que é dialética? (Konder)

Introdução ao Método de Marx (J. P. Netto; São Paulo : Expressão Popular 2011).

Proletariado e sujeito revolucionário  LESSA & TONET 2012. 1ª edição. Instituto Lukács.

Para compreender a Ontologia de Lukács, Lessa 2016.

Abaixo a família monogâmica! (Lessa; São Paulo : Instituto Lukács 2012) Disponível para baixar em PDF aqui.

O Manifesto Comunista (Marx & Engels 1848)

Socialismo: Do Socialismo Utópico ao Socialismo Científico

Trabalho e tempo de trabalho na perspectiva marxiana” SANTOS-NETO 2013. 1ª edição. Instituto Lukács.

Racismo e alienação: uma aproximação à base ontológica da temática racial (Uelber B. da Silva; São Paulo : Instituto Lukács 2012) Disponível para baixar em PDF aqui.

Capital e trabalho na formação econômica do Brasil (Artur Bispo dos Santos Neto; São Paulo : Instituto Lukács 2015)

Cadê os operários?‘, LESSA.

Curso Introdução a Ontologia de Lukács, de Sergio Lessa. Curso em vídeo.

O barco furado do reformismo:

Estado de bem-estar social: “Capital e Estado de Bem-estar: O Caráter de Classe das Políticas Públicas” LESSA 2013. São Paulo : Instituto Lukács 2ª EDIÇÃO revista e ampliada.

A mui didática experiência da “Revolução Democrática” no Chile de Allende:

Um resumo bastante sintético aqui. Abaixo um video-doc excelente:

A Batalha do Chile: A luta de um povo sem armas – Primeira Parte A insurreição da burguesia (1978)

A Batalha do Chile: A luta de um povo sem armas – Segunda parte O golpe de Estado (1977)

A Batalha do Chile: A luta de um povo sem armas – Terceira parte O Poder Popular (1980)

****************************

Aprofundando

Dialética do concreto (Karel Kosik)

Método científico: uma abordagem ontológica (Ivo Tonet; São Paulo : Instituto Lukács 1ª Edição, 2013) Disponível para baixar em PDF aqui.

Economia política: uma introdução crítica / José Paulo Netto e Marcelo Braz.  – São Paulo : Cortez, 2006. – (Biblioteca básica de serviço social; v. 1) ISBN 85-249-1258-8

Forma de organização dos trabalhadores: “Quê fazer?” LÊNIN, Vladimir Ilitch; 1902. Arquivo Marxista na Internet.

Estado e Revolução Lênin 1917.

Curso Trabalho e Sujeito Revolucionário, de Sergio Lessa. Curso em vídeo; mais denso que o acima.

Mundo dos homens: trabalho e ser social (Lessa; São Paulo : Instituto Lukács 2012, 3º edição) Disponível para baixar em PDF aqui.

Lukács: Ontologia e alienação  (Norma Alcântara; São Paulo : Instituto Lukács 2014) Disponível para baixar em PDF aqui.

Curso: Introdução a Pachukanis (Alysson Mascaro, 03 de Maio a 23 de Junho de 2017)

Marx, Mészáros e o Estado (Edivânia Melo, Maria Cristina Soares Paniago – orgs; Mariana Alves de Andrade)

Crise do comunismo (Claudin)

Partido Proletário e Revolução: sua problemática no século XX Marcelo Braz 2006.

Mészáros e a incontrolabilidade do capital (Paniago)

Cabeçudos

A Era das Revoluções (1789-1848), HOBSBAWM, Eric 1961.

O Capital, MARX & ENGELS.

A Era do Capital (1848-1875), HOBSBAWM, Eric 1977

A Era dos Impérios (1875-1914), HOBSBAWM, Eric 1987

Para uma Ontologia do ser social, G. Lukács

A era dos extremos – O breve século XX, HOBSBAWM, Eric 1994

Para além do capital, I. Mészáros

 

 

 

hammer_and_sickle-svg

Advertisements

2 thoughts on “Sugestão de estudo para militantes marxistas

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s